STJ mantém condenação de médica por violência obstétrica

A 4ª Turma do STJ confirmou a condenação de uma médica no Rio de Janeiro, por violência obstétrica. O parto ocorreu em 2007 e o bebê teve uma lesão cerebral irreversível, em que ficou internado por cinco meses e após a alta necessitou de cuidados em regime home care.

 

Por conta desta sequela, a criança veio a falecer 3 anos após o nascimento.

 

A médica que ainda exerce a profissão, foi condenada a indenizar os pais da criança em R$ 100 mil, por danos morais e materiais.

 

Fonte: Migalhas

Como posso ajudar? Entre em contato.