Justiça ordena a permanência de gato (pet comunitário) em condomínio

O gato Frajola poderá permanecer no condomínio residencial em que vive, como animal comunitário, e se alguém tentar retirá-lo do local, pagará multa de R$ 20 mil.

 

Os condôminos lutavam na Justiça desde agosto de 2021, pela permanência do gato no local, no qual ele apareceu há cerca de quatro anos atrás. O motivo do processo foi porque o síndico era contrário a presença de Frajola nas dependências comunitárias.

 

O juiz analisou laudos veterinários e concluiu que Frajola não poderia ser adotado, pois sempre viveu solto e correria o risco de fugir se ficasse trancado. Desta forma, o magistrado determinou que os tutores zelem pela sua saúde, higiene, alimentação e limpeza do local em que ele vive.

 

Fonte: Migalhas

Como posso ajudar? Entre em contato.