Justiça condena mulher por maus-tratos a animais domésticos

A acusada mantinha em situações precárias sete gatos e catorze cachorros em sua residência. Alguns estavam dentro de gaiolas, outros possuíam problemas respiratórios e lesões na pele e outros eram mantidos em quartos sem acesso a luz solar.

 

A ré afirmou que retirou os animais da rua por pena e não tinha a intenção de machuca-los.

 

O Juiz Neyton Fantoni Júnior, da 1ª Vara de Bebedouro/SP, afirmou que a acusada praticou o crime de maus-tratos a animais domésticos. E os depoimentos das testemunhas foram unânimes em declarar que os animais viviam em condições precárias, sem água, comida, amarrados e em ambiente insalubres, como foi confirmado por policiais.

 

Além de ser condenada por maus tratos a ré deverá prestar assistência pecuniária e de serviços a comunidade consistente em doação de sangue semestral, e está proibida de ter animais de estimação por três anos e seis meses.

 

Cabe recurso da decisão.

 

Processo nº 1516209-50.2020.8.26.0072

 

Fonte: TJSP

Open chat
Como posso ajudar? Entre em contato.